Cultivo dos brócolos

Cultivo e plantação dos brócolos

Os brócolos são vegetais crucíferos, pertencem à  família das Brassicaceae e a espécie Brassica Oleraceae. São de origem Europeia, mas o seu cultivo alargou-se aos quatro cantos do mundo, destacam-se pelo seu valor nutritivo e pelo facto de serem muito saudáveis. (Benefícios dos brócolos).
Produzem colheitas abundantes durante todo o ano, porém os meses mais frios produzem brócolos mais doces e agradáveis.
Por norma 10 a 15 plantas são suficientes para alimentar uma família de 4 pessoas por uma temporada. Um intervalo de 3 a 4 semanas entre as plantações é o suficiente para garantir o stock de brócolos em casa.

Características e exigências dos brócolos


Preferem solos areno-argilosos, ricos em matéria orgânica, com boa drenagem e o pH entre os 6 e os 7. São exigentes em Boro e molibdénio.
Os brócolos suportam as geadas matinais e temperaturas diurnas entre os 10º e os 20º. Algumas variedades não suportam temperaturas acima dos 26º.

Sementeira e plantação dos brócolos


Antes da sementeira é importante escolher as sementes das variedades indicadas à estação do ano.

Directamente na terra: Efectuar uma sementeira rala em sulcos pouco profundos. Desbastar quando necessário de modo a deixar as plantinhas a uma distancia aproximada de 2,5 cm entre si.
Regar com regularidade de modo a encorajar o crescimento e o vigor das plantas.

Bandejas ou vasinhos: Esta será a opção mais fácil e prática, facilita o transplante e garante maior sucesso na pega.

O transplante faz-se aproximadamente 30 a 35 dias após a sementeira ou quando a planta apresentar 4 a 6 folhas. Preferencialmente deve ser feito ao fim da tarde, com o solo bem irrigado.

Para calcular o espaçamento deve ter em conta que quanto maior for a distancia , maior serão as cabeças de brócolos. Contudo a planta produzirá mais rápido em espaços menores, desde que seja respeitado o espaçamento mínimo de 30 x 60 cm.

Tratos culturais dos brócolos


O brócolo é exigente em água, é aconselhada uma rega regular durante o seu desenvolvimento, porem sem encharcar.
Convém fazer um alporque, ou seja depositar terra sobre os pés dos brócolos.
Controlar as ervas daninhas de modo a prevenir a competição de nutrientes.
Em altura de geadas muito severas, dobrar uma folha da planta sobre a cabeça do brócolo.

Os brócolos tal com toda a família das couves pode sofrer da hérnia da couve, uma doença que aparece normalmente em terrenos pesados e húmidos e e que afecta principalmente a raiz.
As lagartas, a mosca da couve e os pulgões são três pragas habituais das couves, o controle poderá ser feito com Produtos naturais.

Colheita dos brócolos


A colheita dá-se 4 a 5 meses após a sementeira, dependendo da variedade, da região e das condições climáticas.
Cortar a primeira cabeça floral, depois à medida que se vão desenvolvendo, cortam-se os rebentos laterais. Devem-se colher com regularidade e antes que as flores fiquem abertas.

Podem se conservar entre 4 a 5 dias no frigorífico, protegidos com uma película plástica.
Também se podem congelar. Escaldam-se 3 minutos, passam-se por água fria, escorem-se e congelam-se.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Adorei a postagem!
    Semeei pela primeira vez em final de setembro do ano passado... por aqui as manhãs ainda vão de geada... eu vou espreitando as plantas para ver se já cresce o "fruto" mas ainda não se vê nada... se der resultado volto a cultivar, pois tenho a corrigir alguns erros que cometi, pelas dicas que li aqui.

    Adoro brócolos!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...