12.21.2013

Lepra nos coelhos

Prevenção da lepra dos coelhos

Características e prevenção da lepra nos coelhos


A mixomatose , conhecida vulgarmente por lepra dos coelhos é uma doença transmitida por um vírus, que raramente têm cura e que leva na maioria das vezes à morte dos coelho de 4 a 8 dias. Normalmente há sempre animais que resistem à doença, encontrando-se estes numa percentagem muito reduzida.

Esta doença é altamente contagiosa, normalmente é transmitida por contacto directo ou pela picada de insectos como por exemplo o  mosquito, os ácaros, as  caraças e as pulgas. Estes insectos alimentam-se do sangue do animal e podem manter o vírus activo durante meses.
Os meses quentes e húmidos, são os mais propícios a surtos epidémicos.

Os sintomas da mixomatose, caracterizam-se por corrimento nasal que vai aumentando gradualmente, inflamação e congestão ocular  com secreção purulenta,  formação de tumores na base  das orelhas, do nariz e da boca e cabeça inchada. Com a evolução deste quadro todo o corpo acaba por ficar afectado, principalmente os órgãos genitais e o ânus.

Prevenção da mixomatose


A melhor forma de prevenir a mixomatose é a vacinação, que pode ser feita logo a partir de um mês de idade, com continuação semestral. Contudo não é totalmente eficiente.
Prevenir os mosquitos nas zonas de alojamento  é outra medida importante, que pode ser feita com garrafas mosquiteiras.


Leia mais sobre a mixomatose


Tratamento da lepra dos coelhos


2 comentários:

  1. Olá eu tinha duas coelhinhas saudaveis,dai eu comprei uma e ela veio com uma feridinha no foçinho parecia farelo de ração,apos isso pegou as orelhas e caiu as orelhas e o nariz todo dela e pegou nas outras duas,que caiu tambem seus membros e injeção não adiantou!Isso é a Mixomatose???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe-me o atraso da resposta.
      Da experiência que eu tenho com os meus coelhos não me parece. Nunca tive nenhum com perda de orelhas ou outros órgãos. Nos meus coelhos os primeiros sintomas têm sido uma espécie de inchaço no focinho e nos olhos, que se faz acompanhar por espirros, depois os sintomas vão-se agravando até formar uma espécie de crosta com pus. Resta saber da sua outra coelha, porque a ser um surto de mixomatose, as chances de ela escapar ao contagio seriam quase nulas.
      Na descrição que dá eu quase me ariscaria a dizer, que me parece ser um forte ataque de sarna, que quando não tratada a tempo evolui para um quadro muito degradante.
      Obrigada pela sua visita

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...