Cacto Cabeça de Velho - Cephalocereus senilis

Cultivo do Cacto cabeça de velho - Cephalocereus senilis
O Cephalocereus senilis é vulgarmente conhecido como Cacto cabeça de velho e é nativo do México, mais concretamente no leste de Hidalgo. No seu habitat natural cresce em modo colunar ereto, ramifica-se apenas na base, atinge altura de 15 a 20 metros e 30 centímetros de diâmetro. Atualmente é pouco encontrado na natureza, sendo uma especie ameaçada pelo facto de ser muito coletado e usado para fins decorativos.

Destaca-se de outros cactos pelo facto de exibir pelos branco prateados e desgranhados, semelhantes a cabelo, que na verdade são espinhos modificados e servem de proteção conta a geada e o sol. Mas não se deixem enganar pelo aspeto macio, por baio dos cabelos escondem-se espinhos afiados.
As suas flores são noturnas, crescem em forma de funil, a sua coloração varia entre vermelho, rosa, amarelo ou branco, embora a planta não floresça até 10 a 20 anos de idade. Os frutos desenvolvem-se 3 a 4 semanas após a floração.

Cuidados com o Cacto cabeça de velho - Cephalocereus senilis


Ambiente: Aprecia climas quente e secos, mas suporta temperaturas frias, as plantas adultas  toleram temperaturas até -10, por períodos reduzidos.

Luminosidade:Requer muita luz solar, até porque ela estimula o crescimento dos seus longos cabelos.

➢ Solo: Exige uma mistura de solo que apresente uma boa capacidade de drenagem e que seja fértil.

Rega: Tal como a maioria do cactos necessita de pouquíssima água, deixe o substrato secar bem entre as regas. As plantas jovens são particularmente suscetíveis à podridão radicular

Adubação: No período de crescimento fertilize-o mensalmente com um adubo equilibrado indicado a cactos. Forneça-lhe cálcio, este elemento fortifica a planta e melhora o aspeto do cabelo. Poderá fazê-lo com adição de casca de ovo moída, saiba mais em: (Uso da casca de ovo nas plantas).

Pragas: É facilmente sujeito a ataques de ácaros e cochonilha, pelo que devem ser inspecionados freqüentemente , de forma a intervir rapidamente e prevenir ataques mais severos.

Propagação do Cacto velho - Cephalocereus senilis


O cacto velho é fácil de multiplicar a partir de estacas ou sementes.
Por via da sementeira, o processo é demorado, leva muito tempo até a muda adquirir o aspeto reconhecível de cacto. O procedimento da sementeira é realizado na primavera e deve ser feito em modo protegido. Semeia-se em substrato arenoso, coberto com um plástico ou chapa de vidro, com temperatura ambiente a rondar os 25º.
Por via das estacas, é um processo mais rápido e eficiente, sendo a Primavera e o Verão a melhor altura para o fazer. A estaca deve ser cortada e mantida em lugar sombreado e seco até cicatrizar. De seguida enterre a parte basal numa mistura arenosa e regue moderadamente até a nova muda apresentar o surgimento de algumas raízes.

Nomes comuns: cacto cabeça de velho, cacto velho, homem velho, velho do México, ancião, barba de velho.

Sem comentários:

Enviar um comentário