1.18.2018

Cuidados com a Kalanchoe


A Kalanchoe blossfeldiana é a espécie mais conhecida dentro do género da Kalanchoe, é valorizada pelas suas flores que oferecem uma vasta oferta de cores e pela sua folhagem frondosa. Pertence à família Crassulaceae, um conjunto de plantas suculentas conhecidas pela sua fácil adaptabilidade em habitats com poucos recursos hídricos. A Kalanchoe apresenta folhas espessas e ligeiramente dentadas. As flores destacam-se por cima das folhas, lembrando a forma de pequenos buquês, as cores  vão do rosa, vermelho, laranja, branco, amarelo, entre outras. As kalanchoes oferecem flores simples ou dobradas, sendo as segundas apelidas de calandivas, porém são a mesma planta.

Cuidados a ter com a Kalanchoe


Luz: A Kalanchoe aprecia um local com boa iluminação, embora possa ser cultivada à meia sombra, desde que receba luz solar directa durante algumas horas por dia. Para induzir a floração, regule a exposição solar da planta, de modo a que ela receba menos de 12 horas diárias de luz.

Temperatura- A Kalanchoe aprecia temperaturas amenas, no entanto suporta bem o frio.

Regas:A rega deve ser feita directamente sobre o solo, evitando molhar as folhas das plantas. Durante o verão regue a Kalanchoe duas a três vezes por semana, com o cuidado de deixar secar o composto entre as regas. No Inverno regue-a menos, faça-o apenas quando o substrato começar a secar e não deixe ficar água acumulada, sob o risco de levar ao apodrecimento das raízes..

Transplante:  Se quer manter a planta vários anos, troque de vaso anualmente. Mude a planta na primavera e use um composto solto e rico em matéria orgânica, misture alguma areia de modo a melhorar a drenagem.

Fertilização:  De Abril a Setembro fertilize a Kalanchoe a cada duas semanas com um adubo liquido diluído na água.

Poda: Tire os os botões florais à planta, uma a duas vezes no verão, de modo a estimular a ramificação.

Cuidados: Nos períodos mais quentes e secos lave as folhas da Kalanchoe com água não calcária.

Pragas e doenças: A Kalanchoe é principalmente atacada pela podridão, que leva ao apodrecimento das folhas  e do tronco.

Aspectos sensíveis da Kalanchoe


As folhas murcham: Excesso de água em conjunto com baixas temperaturas. deixe secar o composto e regue com menos frequência. Coloque a planta num local resguardado.

As folhas escurecem na base e apresentam sinais de podridão: Normalmente é indicativo de excesso de água e atmosfera demasiado húmida. Reduza as regas e areje a planta, se os sintomas forem severos, execute uma poda de limpeza e trate com um fungicida.

Folhas descoloridas: Falta de luz ou adubo insuficiente. Regue a Kalanchoe com adubo liquido diluído na água e coloque-a num local mais iluminado.

Crescimento excessivo dos ramos: Luz insuficiente, coloque a planta num lugar mais iluminado. Se necessário execute uma poda de formação.

Multiplicação da Kalanchoe


Reproduza a Kalanchoe a partir de uma estaca obtidas na primavera. Retire as primeiras folhas da base da estaca e espete-a a em substrato à base de turfa.

Embora seja mais demorada , a multiplicação da Kalanchoe também pode se feita por via da sementeira. As sementes devem ser semeadas na primavera e mantidas a uma temperatura na ordem dos 20º.

Curiosidades sobre a Kalanchoe


A Kalanchoe é um género de plantas que pertencem à família das Crassulaceae. com origem na África mais propriamente em Madagáscar. São também conhecidas por planta da fortuna, flores da fortuna, kalandiva, erva da costa, folha da fortuna, erva da costa, coreana, saião, gordinha.

1.09.2018

Cultivo da Amendoeira

Cultivo, sementeira e plantação da Amendoeira

A amendoeira Prunus amygdalus é uma árvore ramificada que pertence à familia das rosáceas. Apresenta folhas caducas muito semelhantes às do pessegueiro e floresce normalmente entre Fevereiro e Abril.

O principal interesse desta árvore reside na sua semente seca a amêndoa, porém também é utilizada como planta ornamental. As amêndoas apresentam um sabor característico, suave e ao mesmo tempo oleoso. São classificadas em duas categorias, as doces e as amargas. Apenas as doces têm interesse para o consumo, uma vez que as amargas apresentam elevado teor de ácido cianídrico e apresentam alguma toxidade.

Caracteristicas da amendoeira


A amendoeira é muito semelhante ao pessegueiro, quanto ás exigências, formato das folhas e aspecto das flores, porém apresenta um porte maior e floresce mais cedo. Mas existem outras diferenças, tanto o pessegueiro como a nectarina são auto férteis, já a amendoeira, só em parte é auto fértil. As suas flores são hermafroditas, contudo apresentam alguma incompatibilidade e necessitam da polinização cruzada. Esse cruzamento é feito entre flores da mesma árvore, o pólen de uma flor poliniza o estigma da outra flor, portanto não é necessária a presença de outras árvores para ocorrer uma polinização satisfatórias.

Apresenta um sistema radicular profundo e alargado. Estas características permitem-lhe assegurar a água e os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento, mesmo em terrenos mais pobres.
A  árvore atinge em média os 4 a 6 metros, porém pode ir até aos 12 metros. Vai depender da variedade da planta, das técnicas culturais e das condições edafoclimáticas.

A amendoeira é uma árvore que aprecia climas temperados, porém também se adapta a climas extremos. Agradece uma boa exposição solar, encostas viradas a Sul e requer locais com boa drenagem. Suporta a secura, mas não se dá com a humidade. Não é exigente em questões de solos, no entanto dá preferência aos solos ligeiramente arenosos e profundos, com o pH situado entre 7,0 e 8,5.

Sementeira e plantaçõ da amendoeira


A propagação da amendoeira pode ser feita por semente ou por enxertia. A maioria das plantações são feitas com árvores compradas em viveiristas de confiança.

➢ Sementeira da amendoeira:
Prepare um vaso com aproximadamente 20 cm, coloque cacos no fundo de modo a favorecer uma boa drenagem e encha-o com um bom substrato.
Coloque 4 sementes livres da casca dura  a uma profundidade de 3 cm de profundidade.
Coloque o vazo num local iluminado e controle a humidade, mantenha a terra húmida mas não encharcada.
Proceda à sementeira no Outono, as sementes germinarão no inverno e emergirão na primavera.
Depois da emergência retire as plantas mais fracas e mantenha a mais vigorosa.
Mantenha a planta no vaso até ela alcançar o tamanho ideal para o transplante.

➢ Plantação da amendoeira:
No final do inverno, principio da primavera, abra um buraco com 40 cm x 40 cm, o tamanho suficiente, que garanta que o solo abaixo das raízes fique fofo.
Misture turfa na terra e aconchegue à volta da planta.
Regue imediatamente a amendoeira e continue com as regas à medida do crescimento da árvore, com o cuidado de não encharcar.
Após a plantação, disponha uma camada com a espessura de 5 cm de estrume bem curtido ou composto, num raio de 45 cm. Restaure esta camada no mês de Fevereiro de cada ano.
Caso pretenda plantar mais alguma amendoeira deixe um espaçamento de 6 metros.

Manutenção da amendoeira


De Dezembro a Janeiro execute uma poda na árvore, de modo a favorecer a entrada de luz dentro da copa e permitir o crescimento de novos ramos. Os galhos mortos ou doentes deverão ser removidos imediatamente e destruídos, de modo a reduzir as fontes contaminadoras.

Anualmente comece com pulverização de um fungicida cúprico à queda das folhas e repita a operação em Janeiro.

Controle as ervas daninhas periodicamente, num raio de 1,5 m do tronco da planta, de modo a não deixar as invasoras concorrerem pelos mesmos nutrientes e pela mesma água, o que pode ser fatal em árvores pequenas.

A colheita das amêndoas efectua-se em fins de Agosto, princípios de Outubro, os invólucros abrem-se e elas caem naturalmente.
Depois de devidamente limpas e separadas dos invólucros, coloque as amêndoas a secar em local arejado, o ideal é receberem uma exposição solar directa.

Curiosidades sobre a amendoeira 


A amendoeira é originária da Ásia menor e Nordeste de África. Na antiguidade era cultivada nas imediações do mar Mediterrâneo.

Após a transplantação uma  amendoeira leva aproximadamente 2 a três anos a dar fruto e atinge a sua plenitude em aproximadamente 10 anos, nesta fase uma árvore saudável podada em forma de taça, pode atingir os 50 kg de amêndoas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...