Cultivo do alecrim: Rosmarinus officinalis

Cultivo do alecrim: Rosmarinus officinalis

O alecrim (Rosmarinus officinalis) , conhecido também por rosmaninho, alecrim de cheiro, flor de olimpo ou alecrim de jardim, é um arbusto perene que pode ultrapassar um metro e meio. Forma um arbustos muito ramificado com hastes lenhosas  e folhas finas de um verde intenso.

As folhas  e ramos desta aromática, são usadas em temperos ou em infusões, com grandes vantagens para a saúde, devido ás suas propriedades medicinais. É famoso pelo seu poder rejuvenescedor do cérebro, já desde o tempo dos faraós. Leia mais sobre os: benefícios do alecrim
A planta têm um odor característico e peculiar, as suas flores atraem as abelhas e são recomendadas para os produtores de mel.

Uma vez enraizado o alecrim é fácil de cultivar, em vaso ou no jardim ele durara anos, desde que não seja regado em excesso. Abaixo deixo algumas sugestões


Cultura do alecrim


O alecrim prefere climas amenos, no entanto adapta-se a várias condições, contudo as plantas mais jovens poderão não resistir a Invernos rigorosos.
O solo deve ter boa drenagem e ser leve. O alecrim cresce melhor em solos calcários a neutros, com o pH entre os 7 e os 7,8.

Como multiplicar o alecrim


O alecrim pode ser multiplicado a partir de sementes ou de estacas. A sementeira é um processo demorado e leva até três anos a fazer o seu desenvolvimento completo.
As sementes atingem a maturidade entre fins de Agosto e Outubro. Devem ser semeadas na primavera e transplantadas quando alcançarem os 15 a 20 centímetros.

O alecrim é umas das plantas mais difíceis de enraizar. Se pegar num galho, cortar com uma tesoura e colocar na terra, ele dificilmente vai enraizar. Para conseguir uma nova planta de alecrim deve escolher um ramo novo com vários raminhos, com as mãos lasque cada um desses galhos de forma a manter o pedúnculo na base. Este processo é essencial porque nesta base do cruzamento dos ramos, encontramos hormonas vegetais essenciais ao enraizamento. Esta técnica aplica-se a várias plantas de difícil enraizamento, inclusive às próteas.

Pegue no galho obtido da forma referida acima, com aproximadamente 15 centímetros de comprimento, retire cerca de metade das folhas da base e plante em vasos cheios de um bom substrato. Coloque em local iluminado, mas resguardado do vento e do sol direto. Mantenha o substrato húmido e vaporize as estacas de alecrim regularmente, até ao completo enraizamento das mudas. O processo de enraizamento leva em média 4 a 5 semanas. Poderá potenciar e agilizar o processo de enraizamento do galho de alecrim com: Hormonas de enraizamento caseiras.

Outra hipótese é fazer o mesmo procedimento na recolha da estaca, mas ao invés de colocar a estaca na terra, coloque-a num copo de água e mude a água regularmente até nascerem as raízes. Plante num vaso e transplante quando verificar novos rebentos na planta do alecrim.

Tratos culturais do alecrim


No inicio de vida planta regue com alguma frequência de forma a manter o solo ligeiramente húmido. O alecrim é uma planta com alguma resistência a secas, as regas devem ser reduzidas após o desenvolvimento radicular completo da planta e deixar secar a terra entre as irrigações.

A poda do alecrim não é necessária, contudo esta planta têm tendência a alargar e ocupar muito espaço no jardim. Faça uma poda de manutenção na primavera de forma a manter o formato e manter a planta rejuvenescida.

Nomes comuns: alecrim, erva da memória, erva da alegria, alecrinzeiro, alecrizeiro, rosmano, alecrim de jardim, erva da graça, alecrim rosmarino, rosmarino, rosmaninho. 

2 comentários:

  1. Semana que vem vou ensinar uma nova técnica para se fazer muda de alecrim no meu canal no YouTube.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...