Feijão mangalô ou orelhas de padre (Lablab purpureus)

Feijão mangalô ou orelhas de padre (Lablab purpureus)

O Feijão pedra ou orelhas de padre (Lablab purpureus) está dentro das minhas novas experiencias, não o conhecia de todo até o encontrar na prateleira de um supermercado (à semelhança do feijão guandu) e logo me despertou a atenção. Parti para uma pesquisa na internet com o intuito de o conhecer melhor, procurei pelo nome feijão de pedra, tal como o pacote de supermercado indicava, contudo encontrei muito pouco matéria sobre este nome, descobri que os nomes mais vulgares são orelhas de padre, feijão mangalô e lablab.

Toda a planta é comestível, a semente, as vagens, incluindo as folhas jovens e as flores.  Quando cru o feijão é toxico, possui glicósideos, que quando consumidos são convertidos em cianeto de hidrogênio. Porém esta toxidade desaparece quando o feijão é cozido e previamente demolhado em água.

O feijoeiro mangolô é uma planta de alta produção podendo um só pé dar mais de um kilo de semente. As vagens verdes e tenras comem-se  cozidas ou salteadas, depois de tirar a tira fibrosa que une as duas bandas da vagem, tal como se faz com o feijão verde. Os feijões imaturos com tonalidade esverdeada são deliciosos, macios e aveludados,  podem ser refogados, cozidos e temperados como a ervilha, podem ser adicionados a sopas, ensopados, saladas, etc. Já o feijão seco come-se e prepara-se como a maioria dos feijões secos.

Além da sua utilização para a alimentação o feijão mangolô também é empregado como adubação verde na restauração de solos pobres, ou como planta de forragem para os animais..

Cultivo do feijão mangalô (Lablab purpureus)


É uma planta herbácea que apresenta uma alta tolerância à seca, cresce como uma trepadora e pode ser cultiva como anual ou bianual. Cresce rápido e em pouco tempo transforma-se numa trepadeira de grande porte.

Sendo uma planta de clima tropical ou sub tropical, aprecia temperaturas entre os 19º e os 24º. Em Portugal é cultivada como anual, já que não suporta as geadas.

Adapata-se a solos argilosos ou arenosos de boa fertilidade e com boa drenagem com pH ente os 5,5 e os 7,5. Em solos de baixa fertilidade e de pH inferior a 5,5, o crescimento é mais lento.

A sementeira pode ser feita em linha ou em cova. Sendo recomendada a distancia de 20 entre as sementes 60 a 80 cm entre linhas.  Em covas aplique 3 a 4 sementes, com espaçamento de 40 cm entre elas.

A apanha continua das vagens em verde garante uma produção continua por vários meses. Quando as vagens começam a secar a planta começa a definhar, como acontece com os feijoeiros comuns.

Nomes comuns: Orelhas de padre, orelha de Turco, feijão mangalô, feijão tonga, feijão cutelinho, lab-lab.

Sem comentários:

Enviar um comentário