Como acabar com os ratos em casa e no jardim

Como acabar com os ratos em casa e no jardim
Os ratos multiplicam-se a uma velocidade assustadora, invadindo inúmeros espaços e tornando-se facilmente numa praga. A sua presença é sempre sinal de alarme podendo transmitir sérias doenças aos humanos, tais como: o tifo murino, a leptospirose (uma doença infeciosa provocada por uma bactéria presente na urina do rato) ou a peste negra (transmitida pela pulga através do rato preto). Na horta e no jardim causam imensos prejuízos provocando, por exemplo, a murcha das plantas devido ao facto de roerem as suas raízes e de escavarem galerias no solo. Para além disso, alimentam-se das produções agrícolas, arruínam relvados e, quando se trata de ratos maiores (como, por exemplo, ratazanas),  podem inclusive destruir o pavimento.
Os primeiros sinais de infestação dentro de casa são a presença de fezes, alimentos ou objetos roídos e, mais tarde, o odor característico da urina de rato.

É necessário agir aos primeiros sinais do seu aparecimento de modo a evitar uma epidemia de ratos.
Veja aqui as nossas sugestões:

Como acabar com os ratos e ratazanas em casa, no jardim e na horta


Prevenir o aparecimento de ratos: Antes de mais, o controlo de ratos deve começar pela prevenção. Estes roedores são oportunistas e procuram lugares onde encontrem comida fácil. Inspecione a sua área de residencia e procure não ter fontes de alimento à mão. Verifique também os acessos dos esgotos ao interior de casa, uma vez que as ratazanas são ótimas nadadoras e facilmente entram em casa através das redes de saneamento. Outra medida importante é não deixar lixo à mercê destes roedores.

Controlo de ratos com veneno: O controlo mais conhecido é através de raticidas que, embora eficientes, se revelam perigosos tanto para o ambiente, como pelo risco de acidentes que envolvam crianças e animis domésticos. Em caso de uso é necessário um cuidado absoluto de manter este veneno fora do alcance e ter a consciência que mesmo assim os ratos podem transportá-lo para locais acessíveis a outros seres vivos. Convém, portanto, fazer a revisão constante dos locais de acesso de modo a evitar acidentes.

Controlo ecológico de ratos com farinha de feijão: Este é um modo simples, seguro e eficaz. Consiste em triturar qualquer tipo de feijão até obter farinha e depois colocá-lo nos locais de passagem dos ratos. Os roedores não conseguem digerir esta farinha, pois esta vai fermentar e levá-los à morte em alguns dias. Convém salientar que esta farinha não é totalmente inofensiva e que também é toxica para seres humanos e outros animais. O feijão cru contém uma toxina que é apenas eliminada com a demolha e a cozedura.

Controlo de ratos com gesso: Coloque medidas iguais de farinha branca e de gesso num recipiente. Acrescente também sal de cozinha, misturando tudo muito bem, e coloque pequenas porções pelos locais de passagem dos ratos, lembrando que também deverá colocar água à disposição. A mistura endurece no estomago e leva o roedor à morte em pouco tempo.

Controlo de ratos com cimento branco e achocolatado: Esta mistura funciona e atua do mesmo modo que a mistura de gesso. Porém, deverá ter cuidado já que os animais de estimação também gostam de chocolate. Misture o cimento branco com chocolate em pó em partes iguais. Distribua pelos locais de passagem dos ratos e deixe também água à disposição.

Repelir ratos com ervas: O uso de ervas para repelir vários tipos de animais é já bem conhecido e os ratos não são exceção, uma vez que eles também não apreciam determinados tipos de odores. Contra eles podemos usar a hortelã e a arruda. Poderá plantar ou espalhar alguns raminhos destas ervas perto dos locais de acesso ou à volta dos canteiros e ir renovando de modo a manter o odor ativo. Tenha especial cuidado se optar por plantar hortelã, pois ela pode facilmente tornar-se invasiva: (Cultivo da hortelã).

Controlo de ratos com ratoeiras: As ratoeiras são um modo ecológico e eficiente que consiste na captura dos ratos, levando-os instantaneamente à morte ou apenas ao seu aprisionamento. Existem diversos tipos de armadilhas, mas as mais conhecidas são as de mola, onde são colocados pedaços de alimentos como queijo, e os ratos, ao tentar alimentar-se, acionam a mola e esta fecha-se sobre eles.
Na horta podem ser usadas as mesmas armadilhas utilizadas na captura de toupeiras, colocam-se nas galerias escavadas pelos roedores. O procedimento é o mesmo: colocam-se duas armadilhas a meio da galeria, costas com costas, mantendo as aberturas opostas e cobrem-se com terra. Mantem-se alinhadas com o túnel de modo a capturar o rato na sua trajetória.

Capturar os ratos com cola: Este método é eficaz quando a cola é colocada em sítios estratégicos como, por exemplo, por baixo dos móveis, dos fogões, sítios que sejam inacessíveis aos animais domésticos. O animal pisa cola e não consegue mais despegar-se.

Controlo de ratos com predadores naturais: Os gatos são o modo mais rápido de acabar com os ratos. A sua natureza de caçadores leva-os a perseguir estes roedores com o fim de se alimentarem ou apenas brincarem, acabando mesmo assim por matar o roedor, mas nem todos mostram esta aptidão.
Além dos gatos, os ratos têm outros predares naturais como: cobras, raposas, águias, falcões, mochos e corujas, entre outros.

Curiosidades sobre os ratos


Geralmente estes roedores são de cor cinzenta, preta ou acastanhada. Dentro das especies de ratos mais comuns temos: o Rato doméstico, a Ratazana Preta, a Ratazana Castanha, Rato do campo, Ratinho do campo.

Devido à sua extraordinária capacidade de adaptação, são considerados como os mamíferos mais bem sucedidos da terra. Reproduzem-se intensamente na Primavera e no Verão, aumentando rapidamente a população. Se um casa de ratos acasalar em Janeiro, no fim do ano haverão em média 180 000 mil descendentes. Dependendo da especie, a gestação leva cerca de 20 dias, com uma média de 6 a 12 indivíduos por ninhada. Após o nascimento da ninhada, a fêmea pode iniciar uma nova gestação.

Os ratos têm os sentidos do olfato, tato e audição bem desenvolvidos mas, em contrapartida, não têm a visão muito apurada. Devido a isso, maioria dos ratos têm hábitos noturnos, sendo a noite o período mais fácil para procurar alimento e também menos perigoso.

Foto: Pixabay

Sem comentários:

Enviar um comentário