11.27.2015

Urina usada como fertilizante na agricultura

Urina usada como fertilizante na agricultura

Imagine que descobria que a sua urina poderia ser utilizada como fertilizante na sua horta com bastantes vantagens à mesma, usava-a?
Pois é, parece que segundo alguns estudos a urina poderá mesmo ser uma mais valia na agricultura. Esta prática com o nome de pee-cycling, já é utilizada por alguns agricultores, com resultados muito satisfatórios.
Esta acção devolve os nutrientes ao solo, pode tornar a agricultura mais sustentável e contribui na redução de poluentes.

Alguns pesquisadores acreditam que a urina poderá ser uma boa alternativa aos fertilizantes nitrogenados, com menos prejuízo para o ambiente. Chegaram à conclusão que a sua iteração é bastante similar à dos adubos químicos azotados.

A urina humana contem mais de 3000 compostos, dentro deles encontra-se a ureia, o nitrogénio, o fosforo e o potássio. Quando associada ao composto no processo da compostagem, enriquece o mesmo e permite que o nitrogénio se mantenha durante mais tempo no solo à mercê das plantas.

Ainda assim, com todas as vantagens, o baixo custo e a acessibilidade, existem algumas controvérsias quanto ao uso da urina. A OMS "Organização mundial de saúde" empenhou-se no caso e revelou que não existem contras, desde que a urina não seja aplicada directamente na planta.

Se pensa que o uso da urina como fertilizante está pouco difundido, desengane-se. Foi lançado um projecto em Amesterdão com o fim de recolher urina para ser usada posteriormente como fertilizante. A ideia passou por colocar colectores em vários pontos da cidade e incentivar voluntárias a doarem a sua urina.

Uma experiência feita em pés de tomateiros, demonstrou que os que foram fertilizados com a mistura de urina diluída em água geraram uma produção de tomate 4 vezes superior.

Como fertilisar com a urina


Misture urina com cinzas de madeira. Uma nova pesquisa demonstrou que a mistura de urina com cinza, resultou numa produção maior por parte das plantas.
Parece que estas duas substancias se complementam uma à outra, isto segundo um estudo feito na Universidade de Kupio, na Finlândia.
Enquanto a urina possui um alto teor de nitrogénio, a cinzas de madeira são ricas em cálcio e magnésio, fosforo e potássio.

A aplicação directa no solo é a mais usual. Dilua a urina em 10 partes de água.
Não deverá guardar a urina além de 24 horas, sob risco de contrair cheiros e alterar a sua qualidade. Caso opte por fazê-lo, guarde em recipientes bem rolhados e em local escuro.

Uma outra forma, já aqui referida é juntar a urina à compostagem.

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...