6 Plantas venenosas - precauções e cuidados

Plantas venenosas - precauções e cuidados

As plantas são elementos essenciais na decoração das casa, elas melhoram o ambiente, a qualidade do ar e há até quem diga que elas afastam energias negativas. Porém algumas que oferecem perigos para a saúde e é necessário conhecê-las e saber como manobrá-las. Se têm crianças em casa e animais de estimação, o cuidado terá de ser redobrado e deve ponderar bem a escolha das suas plantas.

Em caso de intoxicação procure ajuda médica imediata, leva a amostra da planta em questão, de modo a facilitar e acelerar o tratamento adequado.


Veja 6 plantas venenosas com as quais deve tomar cuidado



  1. Tinhorão (Caladium bicolor) ou Caládio, tinhorão, tajá e taiá. É uma planta muito apreciada na decoração de interiores, porém todas as suas partes são toxicas. A sua ingestão causa sintomas parecidos aos da Dieffenbachia: queimação, inchaço da boca e garganta, falta de ar, cólicas, náuseas, vômitos, edemas nos olhos e morte.
  2. Ripsális também conhecida por cacto macarrão: É uma planta suculenta muito usada em interiores devido à sua grande resistência. A apesar de lhe serem atribuídas propriedades medicinais ele é extremamente toxico e deve apenas ser usado por pessoas qualificadas.
  3. Taioba brava: Todas as partes da planta são venenosas e causam irritação no modo de ingestão, no contacto direto com a pele ou olhos. Quando ingerida provoca: inchaço dos lábios, língua e faringe, cólicas abdominais, náuseas, vomito e diarreia. Contato ocular: Congestão, irritação intensa, inchaço, lacrimejamento e fotofobia. 
  4. Costela de Adão (Monstera deliciosa) as suas folhas, caules e latex apresentam uma toxidade que pode apresentar os seguintes sintomas: Irritação da mucosa, edema dos lábios e da língua, cólicas abdominais, náuseas e vômitos. Apesar de todas estes efeitos adversos o fruto da planta é comestível.
  5. Dienffanbachia ou comigo ninguém pode. A ingestão desta planta provoca queimação e inchaço na boca, língua e garganta que podem levar à asfixia e morte. Outros sintomas frequentes são o excesso de salivação, dificuldade para engolir, enjoo, cólicas e diarreias, o contacto com a derme poderá ocasionar irritações na pele, o contacto com os olhos pode provocar irritações e lesões na córnea..
  6. Mamona. Contém uma grande quantidade da toxina ricina. Os sintomas de envenenamento ocorrem logo nas primeiras horas após a ingestão: sensação de queimação na garganta e olhos, vomito com sangue, dores abdominais, diarreia e morte. A mamona também é toxica para as pragas da horta, sendo inclusive utilizada como um insecticida natural: Calda de mamona contra doenças e pragas

Sem comentários:

Enviar um comentário