Tillandsia planta do ar

Tillandsia planta do ar Air Plant

As Tillandsias pertencem à família das bromeliaceae, crescem sem grandes cuidados, dão-se em todos os ambientes, sejam interiores ou exteriores. Chamam-se de plantas do ar porque não necessitam de terra para sobreviver, basta-lhes um lugar para fixar as raízes. Na natureza elas crescem no cimo de outras plantas e captam os nutrientes e a água através das folhas, sem competir com os nutrientes das árvores que as albergam, num modo de epifitismo. Também há espécies rupícolas, no habitat natural crescem entre as rochas.

Como cuidar a Tillandsia


 Regas: No verão pulverize a Tillandsia diariamente e no inverno reduza para 2 a 3 vezes por semana. Há espécies que suportam longos períodos de seca, mas não é uma generalidade. No verão dê um banho de imersão na sua planta, uma vez por semana, coloque-a num recipiente com água durante meia hora, sacuda-a de modo a remover o excesso de água e recoloque-a no lugar. Evite a água da torneira com cloro, prefira a água de nascente ou da chuva.

 Transplante:  Como já foi referido a Tillandsia capta os nutrientes e a água com as folhas, mas se optar por colocá-la num vaso, escolha um composto leve e fibroso  ou apenas musgo. O ideal é colocá-la sobre fragmento de casca de árvore e envolver o torrão com musgo e fibras de feto.

 Luz: A Tillandsia aprecia uma boa iluminação, prefere locais de meia sombra sem a incidência directa dos raios solares, porém algumas suportam o sol directo. A luminosidade ideal deve representar a luz sob a copa das árvores.

 Temperatura- O

 Fertilização: A planta não é exigente, mas se a cultivar num ambiente desfavorável, utilize um adubo líquido de baixa dosagem. Adube com o fertilizante líquido diluído na água duas a três vezes no ano.

 Poda: Remova as folhas secas e as hastes florais mortas. Puxe as folhas suavemente até elas se soltarem do caule e as hastes corte-as com uma tesoura..

 Cuidados: Nos

 Pragas e doenças: Em condições de ambiente seco a planta pode ser atacada pela aranha vermelha, que é perceptível pela palidez das folhas pela presença de de teias de aranha no verso. Lave com água de sabão e enxague de seguida com água limpa.

Floração das Tillandsias


As Tillandsias florescem apenas uma vez na vida, a floração pode durar alguns dias ou alguns meses dependendo da espécie., com cores que vão do rosa ao roxo até ao vermelho. A flor representa o pico do seu ciclo de vida e após algum tempo a planta acaba por morrer.
Mas não desanime, este ciclo não representa o fim. Nesta fase vão surgir novos rebentos na base da planta mãe. Remova-os apenas quando eles atingirem um terço ou metade do tamanho da planta mãe.

Multiplicação das Tillandsias


Tillandsia planta do ar
A reprodução da planta aérea faz-se usando-se os novos rebentos que surgem à volta da planta mãe, por norma eles aparecem após a floração. Retire os rebentos quando eles atingirem um terço da planta mãe. Faça uma limpeza na jovem planta, retire as folhas secas e encaixe-a no local pretendido.

Nalgumas espécies a propagação também se faz por sementeira. Depois da floração surgem umas sementinhas envoltas num tipo de plumas. Coloque-as juntamente com a penugem numa cama de musgo desidratado, depois borrife com água e coloque-as num local protegido do frio.

Aspectos sensíveis da Tillandsia


As folhas apresentam pontas acastanhadas e secas: Normalmente estes sintomas estão associados à falta de humidade. Pulverize a planta diariamente.

Apodrecimento da base da roseta: É indicativo de excesso de humidade, as plantas do ar apodrecem facilmente com a água em demasia. Reduza as pulverizações da planta, esvazie o funil central da roseta e coloque-a num ambiente mais arejado.

Curiosidades sobre a Tillandsia


Tillandsias Air Plant
As Tillandsias são vulgarmente conhecidas por plantas do ar ou Air plants , o nome é um tanto ou quanto enganador, porque elas não vivem do ar, apenas não necessitam de solo para sobreviver. A espécie mais divulgada em Portugal é a Tillandsia aeranthos é originária do Brasil onde é apelida de cravo do mato, o nome deve-se à semelhança das suas folhas com as do craveiro.

O género têm mais de 450 espécies, a maioria no seu habitat natural vive sobre as árvores. Dentro das mais conhecidas encontra-se a Tillandsia cyanea, a Tillandsia schiedeana e a Tillandsia ionantha, apresentam as folhas em forma de roseta  e a Tillandsia usneoides apresenta folhas compridas e finas, que se penduram pelas árvores em forma de cascata. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...